Como zerar dívidas do Cartão de crédito

Como zerar dívidas do Cartão de crédito pelo dispositivo financeiro

Como zerar dívidas do Cartão de crédito, Os brasileiros usam cartões de crédito para ajudar a pagar as despesas. O uso de cartões de crédito é uma prática regular entre a população. No entanto, é necessário compreender os riscos dos equipamentos financeiros. Se administrado em uma situação descontrolada, tende a aumentar os índices de endividamento. Compreendo.

Para cidadãos com orçamento apertado, um cartão de crédito pode ser uma boa opção. No entanto, seu uso deve ser feito de forma consciente e controlada para evitar o aumento do endividamento.

Ciente da atual realidade de instabilidade econômica e crise financeira, FDR convidou Bruna Cordeiro, Assessora Financeira e Parcerias e Representante de Novos Negócios da FinTech Tô Ricco, para uma entrevista exclusiva. No texto abaixo, ela explica como quitar a dívida do cartão de crédito, quais são os honorários advocatícios e quanto de juros você pode cobrar. Segue:

Como sair da dívida do cartão de crédito?
O ideal é analisar seu orçamento financeiro pessoal e focar no pagamento de sua dívida, principalmente porque os juros do cartão de crédito são muito altos.

Por isso, o consumidor precisa lembrar que é muito importante pagar primeiro as taxas do cartão de crédito.

Se você estiver em dia com os pagamentos: mantenha-se em dia ou pague antecipadamente à administradora do cartão.

Em caso de inadimplência: Procure uma administradora para negociar juros recorrentes ou parcelas recorrentes, visando buscar melhores condições de pagamento que correspondam à sua renda de rendimentos, como taxa de juros, prazo e vencimento.

Quantos dias é o atraso para entrar na roleta?
A entrada no crédito rotativo é quando ocorre um pagamento inferior ao valor total da fatura do cartão, se a fatura do cartão é de 500,00 reais, mas é pago 200,00 reais, chamamos de crédito rotativo, ou seja, quando a instituição dá você mais 30 dias para pagar o saldo devedor.

O que é crédito rotativo e como funciona?

Desde 2017, o banco central fez algumas mudanças nas regras do cartão de crédito, principalmente no que diz respeito ao crédito rotativo.

O crédito rotativo é o valor mínimo que um consumidor pode pagar a fatura do cartão de crédito. A diferença, o valor residual, deve ser paga (principal + juros correntes) após 30 dias, quando vence a próxima fatura.

Suponha que você tenha uma fatura do cartão com vencimento em 01/06 no valor de R$ 500,00, mas você só precisa pagar R$ 200,00.

A diferença é de R$ 300,00, pagável em 01/07, acrescido dos juros desse período, mais o valor normal da fatura mensal, o valor total do pagamento.

Se o valor total não puder ser pago, o pagamento é feito em parcelas recorrentes.

E essa parcela é diferente para cada instituição financeira, o ideal é, ao entrar no rotativo do cartão, manter contato com a administradora do cartão para negociar.

Como cancelar o parcelamento automático?

Normalmente, as parcelas automáticas ocorrem após 30 dias do não pagamento dos pagamentos recorrentes, conforme descrito acima. As informações sobre o parcelamento automático devem constar no contrato do cartão de crédito, idealmente para que o consumidor entre em contato com a operadora assim que perceber que não poderá pagar integralmente o cartão de crédito.

Se você não conseguir entrar em contato, parcelar, você precisa entrar em contato com a administradora do cartão ou com o SAC da instituição para tentar o cancelamento, como mencionado anteriormente, tudo depende do que está especificado no contrato do cartão.

Na opção de crédito rotativo, são cobrados juros sobre o valor total da fatura?

Sobre o valor remanescente incidirão juros, que é o valor não pago no mês.

Os programas de quilometragem e outros pontos funcionam?

Eles são voltados principalmente para quem usa muito cartão de crédito, sempre optando por cartões que convertem pontos altos ou milhas.

Por exemplo, há um cartão de crédito que converte o equivalente a cada US$ 1 em 1 ponto, enquanto outros cartões têm até 2,5 pontos.

O que acontece se o titular for inadimplente?

Em caso de não pagamento do cartão, nem mesmo do valor mínimo, o que pode acontecer é a instituição negar o nome do cliente, ou seja, incluir o CPF na lista de proteção ao crédito da Serasa.

Isso dificulta a obtenção de novas linhas de crédito, como empréstimos, financiamentos, novos cartões, e pode resultar no congelamento de cartões atuais.

Veja aqui também sobre

Cartões de crédito a considerar

Cartões de crédito Chase são difíceis de encontrar

Cartões de crédito garantidos pelo banco

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.