Banco Central informa sobre Valores a Receber

Banco Central informa sobre Valores a Receber

Banco Central informa sobre Valores a Receber, Desde a conclusão da primeira fase da ferramenta Valores a Receber, em 16 de abril, muitos brasileiros aguardam a segunda fase de consulta sobre valores esquecidos no sistema financeiro.

O início estava previsto para 2 de maio, diferentemente dos recursos liberados na primeira fase, mas uma greve dos funcionários do banco central dificultou os preparativos para sua implementação. Veja o que BC tem a dizer sobre a nova data.

Quando começa a segunda fase de recebíveis?

Segundo o banco central, ainda não há nova data para o início da segunda fase de consultas sobre recebíveis. As greves dos funcionários públicos continuaram a dificultar a implementação dos procedimentos.

“A greve dos funcionários públicos de BC compromete o progresso na melhoria do sistema de contas a receber (SVR). O prazo original de 2 de maio para as devoluções do SVR será adiado. Nova data será comunicada oportunamente”, disse o banco central.

A greve começou em 1º de abril e foi suspensa de 20 de abril a 2 de maio. Na última terça-feira (23), os garçons se mobilizaram e decidiram dar continuidade ao esporte, que ainda não tem data para acabar. Além da reestruturação da carreira, os grevistas também exigem reajustes salariais para compensar a inflação perdida nos últimos três anos.

Como funcionará a segunda fase?

Na primeira fase de recebíveis, o Banco Central emitiu cerca de 4 bilhões de reais, correspondentes a valores esquecidos em contas bancárias, tarifas cobradas indevidamente em operações financeiras, cotas e superávits líquidos de cooperativas de crédito e fundos de consórcios fechados.

A segunda fase terá valores diferenciados e envolverá fontes como taxas, parcelamentos ou obrigações de cobrança indevida, encerramento de contas de pagamento, entidades de compensação extrajudicial, fundos de garantia de crédito, etc. Eles somam cerca de 4,1 bilhões de reais “esquecidos” pelos brasileiros.

Então, quem não consegue encontrar nada na primeira etapa ainda pode encontrar recursos na segunda etapa. Outra diferença é que o cidadão não precisa agendar consulta e resgate de valor como na etapa anterior.

Em vez disso, eles podem verificar o valor devido a qualquer momento e indicar a conta de depósito.

Veja também aqui

Cursos EaD Senac abre mais de 5.000 vagas

Cursos Online Gratuitos de Ti Com CERTIFICADO Veja

CURSOS ONLINE E GRATUITOS do SEBRAE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.