conta azul em 2022

13 dicas poderosa para ficar com a conta azul em 2022

Cuidar das finanças pessoais é o primeiro passo para alcançar a tranquilidade financeira. Além de melhorar a qualidade de vida, o saber lidar com o dinheiro também nos permite ajudar nossos entes queridos.

Mas como fazer isso de forma simples? Você pode se criar criando pequenos hábitos impactantes.

Por isso escolhemos as melhores dicas financeiras para você. Além do mais, muitos deles você pode colocar em prática agora.

Confira!

Veja aqui abaixo sobre as 13 dicas para ficar no azul em 2022

Quer mudar sua vida financeira? Ver abaixo!

  1. Preocupe-se com o controle financeiro

Se você não aprender a lidar com sua renda, será difícil acumular riqueza.

Por isso, descubra como você gasta seu dinheiro e planeje-se com a ajuda de um aplicativo de controle financeiro. Afinal, ter muito dinheiro é inútil se você não o usar a seu favor.

  1. Registre tudo o que entra e sai de sua conta

O valor de uma xícara de café não parece afetar sua situação financeira, mas se você não consegue controlar suas pequenas despesas diárias, pode acabar com um saldo negativo.

É por isso que é importante encontrar um método mais adequado para desenvolver o hábito de registrador todas as receitas e despesas do dia a dia.

  1. Defina um orçamento

Definir limites de gastos para categorias de despesas mensais pode ajudar você a economizar dinheiro e evitar desperdícios.

Saúde, moradia, transporte e alimentação são algumas das categorias essenciais e, portanto, devem ser priorizadas.

Portanto, crie um orçamento baseado em suas despesas básicas, desejos e objetivos pessoais. Separe um valor específico para despesas extras e evite gastos excessivos com itens desnecessários.

  1. Necessidade

Fazer uma lista de compras é um passo essencial na organização. Divida os itens nas categorias “desejo” e “necessidade”, para que os produtos da segunda categoria tenham precedência sobre os da primeira categoria.

Usar a tecnologia chamada 1 Q “e” 3 Ps “pode ser uma boa opção. Você deve se perguntar se realmente precisa do que quer comprar, se pode pagar, se o preço é justo, se realmente quer Quer, evitar o desejo.

  1. Organização

Um dos maiores problemas com os gastos com compras em excesso é ficar fora de controle devido à falta de organização.

Roupas, sapatos, livros e tudo o mais que leva ao desejo de consumir devem estar bem organizados e dispostos para que você não esqueça o que já tem e não precisa comprar.

  1. Tenha uma boa aparência no seu cartão de crédito

Inicialmente, as compras de baixo valor com cartão de crédito podem parecer inofensivas, mas como pequenas despesas acumuladas podem comprometer seu orçamento para os próximos meses.

Ao escolher o parcelamento, inclua o valor da fatura no plano de compras. No entanto, prefira opções em dinheiro e evite usar o check especial tanto quanto possível.

  1. Compare preços

Atualmente, pesquisar variações de preços para um mesmo produto com o auxílio da internet pode gerar grandes economias.

Com exceção das lojas multimarcas, as lojas físicas e online podem ter valores diferentes. Também é interessante ficar de olho nos cupons de desconto, pois eles estão disponíveis em uma infinidade de sites de compras em quase todos os nichos.

  1. Corte gastos

Com renda mensal abaixo ou próxima do total das despesas, verificar possíveis cortes é a sua melhor aposta para evitar hipóteses em que a única saída seja um empréstimo consignado.

As atividades recreativas de alto custo podem ser substituídas por opções mais baratas ou gratuitas.

Além disso, conhecer e colocar suas habilidades em prática de maneira criativa pode ajudá-lo a ganhar mais dinheiro.

  1. Economize todo mês

Economizar uma parte de sua renda bruta a cada mês pode render grandes dividendos, especialmente a longo prazo. Abrir uma conta poupança traz maior segurança para sua vida financeira.

Uma forma de incentivar essa economia é estabelecer metas e investir seu dinheiro em alguns investimentos geradores de renda.

  1. Seja consciente ao comer

Não há problema em amar coisas boas e querer o melhor para você e sua família. No entanto, fique atento aos seus gastos para não acabar comprando coisas que não precisa.

Reflita sobre o que você realmente precisa e compre apenas o que você precisa ou deseja sem se endividar.

Além disso, aprenda a controlar a compra por impulso e a gastar de forma mais consciente.

  1. Evite Juros

Se você pagar juros sobre qualquer bem ou serviço, alguém do outro lado está lucrando com isso. Então, mude as coisas e use os juros compostos a seu favor e deixe que os outros paguem os juros.

Por exemplo, atrasar a fatura do seu cartão de crédito pode permitir que você pague uma das taxas de juros mais altas do mercado.

Portanto, tenha extrema cautela quando ocorrer uma solicitação de crédito com juros.

  1. Reserva de Contingência

Imprevistos podem acontecer a qualquer momento, por isso é imperativo economizar para situações extremas.

As reservas de emergência podem variar de acordo com as despesas de cada pessoa, mas normalmente são seis vezes o custo médio mensal e são essenciais para alcançar a tranquilidade financeira.

  1. Preste atenção aos produtos que você compra

Todas as mercadorias que compramos não são nossos melhores amigos. Carros mais luxuosos podem trazer impostos, seguros e manutenção mais caros.

Da mesma forma, os apartamentos maiores podem gerar taxas de juros mais altas e assim por diante.

Em outras palavras, esses ativos não estão ajudando você, mas criando dívidas. Portanto, busque investir em bens ou ativos que gerem renda, como imóveis para locação.

Viu as dicas? Agora conta aqui se você gostou e deixa seu comentário bem abaixo e compartilha com seus amigos e familiares.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.